Pesquisa global não está habilitada.
Ir para o conteúdo principal

Mensagens do blog por Mariangela Ghizellini

O que é o Mises Academy

O que é o Mises Academy

Por: Adriano Paranaiba

Com muita satisfação escrevo esse breve texto na tentativa de explicar o mais novo, e grandioso, projeto do Instituto Mises Brasil. Na verdade, contar o que é o MisesAcademy é importante falar dos 14 anos do IMB, pois trata-se do resultado de um processo de crescimento e amadurecimento de nossa Instituição.

O Instituto Ludwig von Mises Brasil é uma associação voltada à produção e à disseminação de estudos econômicos e de ciências sociais que promovam os princípios de livre mercado e de uma sociedade livre. Para alcançar essa missão, três objetivos nos norteiam: (i) promover os ensinamentos da escola econômica conhecida como Escola Austríaca; (ii) restaurar o crucial papel da teoria, tanto nas ciências econômicas quanto nas ciências sociais, em contraposição ao empirismo; (iii) defender a economia de mercado, a propriedade privada, e a paz nas relações interpessoais, e opor-se às intervenções estatais nos mercados e na sociedade.

Diversas são as ações para alcançar estes objetivos: o site do Instituto que traz diariamente novos artigos já ultrapassando a marca de 3.500 artigos publicados, alcançando a incrível marca de mais de 1 milhão de pageviews, em média, por mês. A agregação de acadêmicos e profissionais renomados contribuíram para uma forte expansão para palestras e eventos nas Universidades e fora delas. Foram mais de 100 palestras ao ano, sendo que na última Conferência de Escola Austríaca reuniu mais de 900 participantes na sua última edição. 

Em 2013, o Instituto Mises inicia seus projetos voltados para o a academia: iniciou a publicação do periódico impresso MISES: Revista Interdisciplinar de Filosofia, Direito e Economia (ISSN 2318-0811). No final do ano de 2017, ficou evidente a necessidade de avançar a publicação de artigos científicos, seguindo o foco e escopo, em formato on-line e aberto a publicações em inglês, espanhol, além do português. Neste sentido, o lançamento da MISES: InterdisciplinaryJournalofPhilosophy, Law andEconomics com sua primeira edição no primeiro semestre de 2018 propôs um ganho, tanto para o acesso às publicações, quanto à capacidade de a revista influenciar o debate acadêmico com o pensamento da Escola Austríaca de Economia. Atualmente a revista é acessada em mais de 110 países e indexada em diversos repositórios nacionais e internacionais. 

Mas foi no ano de 2016 que os pés foram fincados na educação: a abertura da primeira turma do curso de pós-graduação em Escola Austríaca, e a oferta de diversos cursos livres. Como importante Think Tank do cenário liberal brasileiro, mostrou-se necessário uma área dedicada a projetos acadêmicos, para a expansão de oferta de cursos, tanto de pós-graduação, quanto de cursos livres e de extensão.

Assim, o MisesAcademy é o novo braço acadêmico do Instituto Mises Brasil com a grande missão de contribuir para que o IMB se torne referência em ensino de Escola Austríaca e Liberalismo no Brasil. Para tal, o MisesAcademy será a incubadora de um ousado projeto: a fundação da primeira universidade austo-liberatária da América Latina. 

O primeiro passo já foi dado e, se você está lendo esse texto é um sinal de que podemos alcançar esses objetivos, visto que o conteúdo disponível em nossa nova plataforma consegue alcançar pessoas de diversas regiões de nosso país. Aproveite de todos os recursos: blog, Repositório Acadêmico Mises (RAM) com trabalhos de conclusão de cursos de egressos e workingpapers de professores, MisesJournal, Webnários, lives, e, claro, nossos três novos cursos de pós-graduação. 

Finalizo esse texto com a citação de um trecho de um editorial que escrevi para a MisesJournal (2019, v.7 n.2):

“O biólogo britânico, Thomas Huxley, nos relata que “o degrau de uma escada não serve simplesmente para que alguém permaneça em cima dele, destina-se a sustentar o pé de um homem pelo tempo suficiente para que ele coloque o outro um pouco mais alto”. Que essa definição nos sirva de inspiração em nossa caminhada. E que assim, possamos, a cada edição, sustentar os novos passos sempre à frente e vertiginosamente. Sobretudo, que cada nova revista seja ainda mais suporte, mais esteio e terra cada vez mais firme para a pesquisa da Escola Austríaca no Brasil.”


  • Compartilhar

Comentários

Comentários